Provérbios 191 - A primeira coisa que um ser humano deveria aprender é a diferença entre o bem e o mal, e jamais confundir o primeiro com inércia e passividade. Maria Montessori (1870-1952), educadora italiana

Maria Montessori (1870-1952), educadora italiana

Fontes primárias, secundárias e terciárias

Imprimir
Categoria: Projeto de Monografia
Criado em Quinta, 06 Abril 2017 Data de publicação Escrito por Assis

Fontes de informação são geralmente classificadas como fontes primárias, secundárias e
terciárias, dependendo da sua originalidade e sua proximidade com a fonte de origem.
Fontes Primárias
• As fontes primárias correspondem à “literatura primária” e são aqueles que se
apresentam e são disseminados exatamente na forma com que são produzidos por
seus autores (PINHEIRO, 2006).  
• As fontes primárias são materiais originais nos quais outras pesquisas são
baseadas.
• Apresentam a informação na sua forma original, sem interpretação, sumarização ou
avaliação de outros escritores.
• Fontes primárias apresentam o pensamento original, reportam descobertas ou
compartilham novas informações.
Exemplos de fontes primárias:
• Anais de Congressos, conferências e simpósios
• Legislação
• Nomes e marcas comerciais
• Normas técnicas
• Patentes
• Periódicos
• Projetos de Pesquisa em andamento
• Relatórios técnicos
• Teses e dissertações (também podem ser secundários)
• Traduções
• Artigos periódicos científicos reportando resultados de pesquisa experimental
• Conjuntos de dados, como estatísticas do censo
• Trabalhos de literatura (poemas e ficções)
• Diários
• Autobiografias
• Cartas e correspondências
• Discursos
• Artigos de jornal (também podem ser secundários)
• Documentos governamentais
• Fotografias e trabalhos de arte
• Documentos originais (como certificado de nascimento)
• Comunicações via Internet (e-mail, listas de discussões)
Fontes secundárias e terciárias
• Segundo JCU (PRIMARY, 2006), as fontes secundárias são “interpretações e
avaliações de fontes primárias”; e as terciárias são uma espécie de “destilação e
coleção de fontes primárias e secundárias”.
Exemplos de fontes secundárias:
• Bases de dados e bancos de dados
• Bibliografias e índices (também podem ser terciárias)
• Biografias
• Catálogos de bibliotecas
• Centros de pesquisa e laboratórios • Dicionários e enciclopédias (também podem ser terciárias)
• Dissertações ou teses (geralmente primárias)
• Dicionários bilíngües e multilingües
• Feiras e exposições
• Filmes e vídeos
• Fontes históricas
• Livros
• Manuais
• Museus, arquivos e coleções científicas
• Siglas e abreviaturas
• Tabelas, Unidades de medidas e estatísticas
• Comentários
• publicações secundárias as bibliografias
• publicações ou periódicos de indexação e resumos
• artigos de revisão
Fontes terciárias
As fontes terciárias são as mais difíceis de definir e na JCU (PRIMARY, 2006) são
apontadas como “a categoria mais problemática de todas” e raramente encontra-se a
distinção entre fontes secundárias e terciárias. Conseqüentemente, os documentos incluídos
nessa categoria variam muito, entre os quais bibliografias de bibliografias, diretórios,
almanaques etc.
Exemplos de fontes terciárias:
• Bibliografias (também podem ser secundárias)
• Serviços de indexação e resumos
• Catálogos coletivos
• Guias de Literatura
• Bibliografias de bibliografias
• Bibliotecas e Centros de Informação

Referências Bibliográficas
PINHEIRO, L. V. R. P. Fontes ou recursos de informação: categorias e evolução conceitual.
Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia. Rio de Janeiro, v.1,
n.1, 2006. Disponível em:
<http://www.ibict.br/pbcib/include/getdoc.php?id=76&article=251&mode=pdf>. Acesso em:
20 abr. 2007.
PRIMARY, Secondary & Tertiary Sources. James Cook University. Atualizado em: ago.
2006. Disponível em: <http://www.library.jcu.edu.au/LibraryGuides/primsrcs.shtml>. Acesso
em: 20 abr. 2007.

Fonte:

Disponível em:
http://dbcolturato.info/unip/Disciplinas/MTA/Fontes_informacao.pdf

Share
Copyright 2011. Joomla 1.7 templates. AssisProfessor Website